CDex
19 de novembro de 2014

Publicado em Áudio e Vídeo, CDs, DVDs e Mídia | Tags:

CDex é um CD-Ripper open source, que estrai dados de áudio digital de um CD de Áudio e é compativel com vários encoders, como MPEG (MP2, MP3), VQF e encoders AAC.

Existem vários programas que extraem música de CDs de áudio e os convertem para MP3 e/ou outros formatos. Entretanto, nem todos são gratuitos e muitos não são eficientes. O CDex, não. Ele resolve este problema. Trata-se de um consagrado programa capaz de extrair as músicas da sua coleção de CDs e convertê-las para o formato WAV ou MP3.

O programa é grátis (por ter seu código aberto, na licença GNU General Public License) e sua interface é simples de usar.

O aplicativo ainda oferece a opção de localizar os dados do álbum utilizando o serviço CDDB.

Encoders

CDEx Trabalha Com Os Seguintes Encoders

  • Lame MP3 encoder;
  • Internal MP2 encoder;
  • APE lossles audio format;
  • Ogg Vorbis encoder;
  • The Windows MP3 encoder (Fraunhofer MP3 encoder);
  • NTT VQF encoder;
  • FAAC encoder;
  • Windows WMA8 encoder.

Funcionalidades

  • Gravação direta e múltipla das faixas;
  • Le/armazena informações do  álbum de/para um arquivo cdplayer.ini;
  • Le/armazena informações do álbum de/para um banco de dados de CD local e/ou remoto (CDDB);
  • Suporta CD-Text (se seu drive de CD suportar isso);
  • Correção avançada de jitter correction (baseado no cd-paranoia ripping library);
  • Indica progresso da faixa e controle de jitter;
  • Normalização de sinal de áudio;
  • Suporta vários drives de CD de vários fabricantes;
  • Converte arquivos WAV externos;
  • Suporta playlists M3U e PLS;
  • É grátis e tem suporte para várias linguagens, inclusive Português Brasileiro.

Screenshots

CDex download. Não use o botão direito!
CDex
Tamanho: 8,49MB
Licença: Open Source
Sistemas: Windows 9x/ME/NT/2000/XP/Vista/7
http://cdexos.sourceforge.net/
GD Star Rating
loading...

Alguns Softwares Nas Mesmas Categorias:

VidGIF
DeepBurner Free Portable
InternetTV
Traverso DAW
Alguns Posts Relacionados:

Deixe um comentário